Por Que Devemos Glorificar a Cristo: Razão Pessoal

Por David Martyn Lloyd-Jones

(…) permitam que eu lhes apresente a última razão pra atribuir toda a glória a Ele. Devo glorificá-lO porque Ele é Deus, pelo que Ele realizou, por Sua atual posição na glória, e por causa da glória que ainda será revelada concernente a Ele. Mas, se vocês quiserem uma razão ainda mais pessoal, ei-la – esta razão é como que o resultado de tudo o que eu estive dizendo, de tudo o que Cristo realizou, que nos é totalmente possível conhecer a Deus no dia de hoje. Portanto, minha última razão para glorificá-lO é pelo que ele fez por mim. Sem Ele, onde ficamos? Somos filhos da ira, nascemos em pecado e fomos formados em iniquidade. Temos infringido as leis de Deus, e Deus nos vê com desprazer. Aos olhos da lei não temos esperança. Na vida somos desprezíveis, e depois da morte seríamos condenados, sob maldição. Mas Cristo veio e fez o que nós descrevemos; e o resultado é que Deus nos perdoa, somos reconciliados com Deus, somos feitos filhos de Deus, e todas as coisas foram feitas novas.

Por que devo glorificar a Cristo? Bem, pela nova vida que Ele me deu, pela esperança que Ele me deu, porque Ele torna diferente a vida, porque Ele muda tudo. Ele tornou a vida suportável e sustentável; Ele me libertou daquela desprezível e infeliz vida que consistia em tentar viver para o prazer, na qual eu tentava esquecer os meus problemas, sem nenhuma esperança na vida e sem nada depois da morte, a não ser escuridão e trevas. Ele morreu por meus pecados e me reconciliou com Deus. Foi Ele que me introduziu no reino de Deus. É Ele que me dá a certeza de que, seja o que for que o homem faça comigo, vou estar com Ele em Seu reino glorioso, e vou passar a eternidade em Sua gloriosa e venturosa presença. A Ele seja a glória, agora e no dia da eternidade! Muitas coisas podem acontecer entre este momento e o dia  da eternidade. Não importa; elas não podem afetar Cristo, não podem mudá-lO, não podem desviá-lO do Seu propósito. E, finalmente, nada nos pode separar do Seu amor.

A Ele, Deus o Filho; a Ele, que Se destituiu de Sua reputação, que até foi para a morte de cruz; a Ele, que saiu triunfante do sepulcro; a Ele, que está assentado à direita de Deus; a Ele, que ainda virá e introduzirá o Seu reino glorioso; a Ele, e somente a Ele, seja a glória, agora e até que Ele venha, e até “o dia da eternidade”.

http://www.erdos.com.br/detalhe_pro2.php?id=8315

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s