Crer, Realmente, É Difícil

Crer é, realmente, difícil. Tenho visto quão diferente é professar fé em Cristo e viver segundo Seus preceitos. Cresci num lar evangélico-pentecostal, por volta dos catorze anos algo diferente aconteceu comigo, como se escamas tivessem caídos dos meus olhos, comecei a ver Cristo e tudo tudo relativo a Ele como atraente, passei pela experiência que nomeiam de primeiro amor, logo após a regeneração. Lá pelos meus dezenove anos fui à faculdade de história. Fiquei transtornado a ver que minha fé era ingênua, apesar de essencialmente verdadeira. Passei por altos e baixos por esse tempo. Fiquei em frangalhos, eu sabia que Cristo era a verdade, mas não sabia como conciliar a fé em Cristo e uma vida acadêmica  saudável. Resolvi deixar a faculdade. Percebi que ou eu era um historiador sincero, nos moldes pós-modernos, ou um cristão sincero.

Alguns anos depois conheci a Fé Reformada, era como se eu tivesse encontrado um tesouro. Logo vi que o pensamento reformado era a forma mais inteligente, sistemática e além disso bíblica até o osso. Como disse alguém, ganhei uma nova Bíblia. Agora via que a bíblia era defensável, sabia como os ímpios pensavam  por que pensavam e como pensavam(Total Depravação). Percebi o quanto Deus havia me amado(Eleição Incondicional). Nem todos eram amados o quanto eu fui, o que tornava o amor de Deus por mim algo mais incrível, por que eu?(Expiação Limitada) E vi a razão por que eu apesar de atraído pelo pensamento ateu não me entreguei por completo e no fim não resisti ao encantos do meu Mestre(Graça irresistível). E consequentemente, estou aqui vivo e procurando servir a Deus com todo o meu coração(Perseverança Final dos Santos).

Hoje escrevi um pouco do ponto de vista mais teórico, por assim dizer, mas pretendo expor a minha relação do crer e do fazer, isto é, a relação entre o que creio e o que vivo e acentuar mais ainda a ideia de que crer não é apenas dizer eu creio, mas também é o dizer “creio ajuda-me na minha falta de fé”. A teoria é muito importante, para crermos precisamos saber em quê. Mas a fé que se limita a proposições e esquece de pôr a mão na massa não é digna do nome e além disso ter ciência das dificuldades que é seguir a Cristo, ou tomar a cruz e seguí-Lo.

Anúncios

Um comentário em “Crer, Realmente, É Difícil

Adicione o seu

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Crie um website ou blog gratuito no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: